terça-feira, agosto 08, 2017

[Resenha] Guerra do Rock - Robert Muchamore

Guerra do Rock 
Guerra do Rock #1
Autor: Robert Muchamore
320 Páginas
Sinopse: Doze bandas, três jovens, uma competição que pode mudar suas vidas para sempre. Ambientado no subúrbio de Londres, Guerra do rock é um romance original e emocionante sobre música, sonhos e a difícil passagem para a vida adulta, protagonizado por três jovens de personalidades e origens diferentes, cujos destinos se cruzam numa batalha de bandas. Jay toca guitarra e sempre sonhou em ser músico; Summer cuida da avó e tem uma voz maravilhosa; Dylan estuda numa escola de elite e não liga muito para nada, mas acaba obrigado a se juntar a uma banda por um de seus professores. Com referências musicais que vão de Led Zeppelin e Beatles a Metallica e Coldplay, entre muitas outras, o livro acompanha a trajetória dos três personagens ao longo do eletrizante reality show Guerra do rock, uma espécie de The Voice de bandas de rock, e aborda temas como relações familiares, drogas, delinquência juvenil, conflitos raciais e distúrbios psicológicos.
A primeira coisa que eu preciso dizer é que eu não fazia ideia do porque solicitei Guerra do Rock para a Editora Rocco. Quer dizer, provavelmente o livro deve ter me chamado atenção na época da solicitação, mas quando ele chegou em casa eu me senti um ET. Logo eu, que não gosto de livros muito juvenis, fui solicitar esse livro? Bom, ainda bem que eu solicitei. Tenho que contar que levei um tremendo susto quando entrei no skoob e vi que a sugestão de livros similares eram todos infantis (Carrossel e afins). Mas sou muito grata por isso não ter se concretizado. Essa é a maior prova de que não devemos julgar um livro antes de conhecê-lo melhor. Não posso dizer que foi a melhor leitura do ano ou que cheguei a favoritar o livro, mas não foi uma perda de tempo.

Guerra do Rock é dividido em três pontos de vista. No decorrer da narrativa vamos acompanhar a história de três pré-adolescentes com histórias de vida bastante diferentes, mas, de certa forma, com um mesmo objetivo: a fama.

Jay, vem de uma família grande e disfuncional, para ele ter uma banda é um meio para um fim, ele sonha com a fama e seu maior desejo é viver de música. Contudo, as coisas com a Brontobyte, sua banda, não vão nada bem. Apesar de a maioria de seus colegas de banda tocarem razoavelmente bem, isso não acontece com o baterista, e em meio a tensão que isso provoca Jay se vê basicamente em um beco sem saída, tendo que encarar as consequências de seus atos.

Para Summer tudo começa como num tropeço, cantar em uma banda nunca nem sequer passou pela sua cabeça, mas isso acaba se tornando uma válvula de escape para a garota que antes passava a maior parte do tempo cuidando de sua avó doente. Em meio a um dia difícil e meio estranho Summer conhece uma garota maluca, que acaba se mostrando bem mais que uma encrenqueira. O maior problema agora é como superar o medo do palco.

Dylan não se preocupa com muita coisa, o que ele sabe é que não quer fazer parte do time de Rugbi da escola de elite em que estuda, e para isso precisa juntar-se a orquestra da escola. Apesar de ser bastante ligado a música fazer parte de algo tão formal nunca esteve em seus planos. É por isso que ele parece se encontrar quando conhece alguns garotos que parecem precisar de sua ajuda.

Não é apenas com relação a música que eles aparentam ser tão diferentes. Apesar do mesmo objetivo, cada um leva um tipo de vida completamente oposta dos outros. Foi por isso que achei tão interessante acompanhar um pouco do caminho de cada um deles. Como este é o primeiro livro da série ele nos serve mais como introdução, é aqui que vamos conhecer sobre os personagens e como tudo começou, o caminho até o grande momento. Muchamore trabalhou sem exagero em cada um dos personagens, mostrando suas dificuldades, seus sonhos e objetivos. Então o verdadeiro festival ainda não é apresentado aqui, como eu disse, em Guerra do Rock o autor se preocupa mais em mostrar como cada um dos personagens chegou a um mesmo destino.

Acredito que o autor fez um bom trabalho apresentando os personagens, não senti incoerência em suas personalidades e espero que todos eles cresçam conforme a história se desenrola. Além disso, a adição de referências musicais só deixou a história mais interessante, apesar de algumas delas nem existirem.O grande ápice da história ainda está por vir e vai ser interessante acompanhar como cada um irá se virar, tendo seus próprios problemas com os quais lidar.

Enfim, Guerra do Rock é um livro leve e despretensioso, a porta de entrada de uma série, e uma narrativa que cumpre o que se propõe: apresentar os personagens e a ideia do festival ao qual se refere. Poderia ser bem infantil, mas o fato de o autor trabalhar muito bem cada um dos personagens e suas história torna a narrativa bem mais ampla. No mais estou curiosa com a continuação e com certeza indico a leitura, principalmente por ser um daqueles livros que nos tira da ressaca literária.

7 comentários:

  1. Oi Ju, tudo bem?
    Me chamou atenção a capa deste livro, eu com certeza não acharia que se trata de um juvenil. Gostei da proposta que ele traz, e a história me lembrou bastante aqueles filmes adolescentes de sessão da tarde hahaha
    Que bom que curtiu a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ju!
    Quando comecei a ler a resenha, achei que o livro traria as criações das bandas de rock inglesas...kkkkkkkkk
    E bom ver que é uma ficção, porque amo rock e saber as intenções de como a banda foi criada e as motivações dos participantes dela para cantarem, é linda!
    E ainda tem as letras das músicas, né?
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Nunca li nada nesse estilo, mas a proposta é bem legal e divertida. Fiquei curiosa para saber mais desse universo musical. E se é uma leitura leve, já vale muito.
    Sua resenha está ótima, muito bem desenvolvida. Espero ter a chance de conferir o livro!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá !!
    Gosto muito de livros que envolvem o mundo do Rock !!
    Ainda não conhecia o livro mas deve uma ótima indicação para depois de um livro muito forte por ser uma leitura leve ..
    Gostei ! Parece ser bem gostosinha de ler !!

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Gosto todo tipo de livro que faz referencia a música, por isto quando vi este livro já me interessei, e claro que após ler sua resenha fiquei ainda mais encantada e surpresa. Já que se trata de uma batalha de rock, onde vamos nos deparar com uma introdução a respeito dos integrantes que o compõe, e suas personalidades diferenciadas, apesar de haver apenas um proposito.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não é meu estilo de leitora, mas adorei a capa e a premissa. Gosto de rock e tudo que remete a esse estilo. Adorei a composição dos personagens que possuem vidas bem diferentes e acabam formando uma banda de rock. Por ser o primeiro livro, deve ser mais introdutório mesmo. Já tinha visto algumas resenhas e marquei na minha lista de leitura. Espero me surpreender também!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ju!!

    Gostei bastante da sua resenha. Esse tipo de livro acaba me atraindo normalmente. Mas dessa vez eu não o pedi. Hahahahaha
    Acho interessante conhecer personagens opostos e espero que, sendo uma série, tenha um bom desenvolvimento nos próximos títulos.
    Vou ficar de olho nesse livro. ;)

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, ele será respondido assim que possível :)