sexta-feira, maio 18, 2018

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca - Ique Carvalho

Trago seu amor de Volta sem pedir nada em Troca 
Autor: Ique Carvalho 
240 Páginas 

Sinopse: O que é o amor? O amor não é uma pergunta. É a resposta para tudo.
A vida de Ique Carvalho era tranquila e parecida com a de muitos jovens de Belo Horizonte, sua cidade natal. Ele morava com os pais e os irmãos, era apaixonado pela namorada e trabalhava na agência de publicidade da qual era sócio. Suas impressões sobre o cotidiano iam para o blog The Love Code, onde podia dar vazão ao seu talento para escrever. Até que, em 2013, dois fatos fizeram tudo virar de ponta-cabeça.
Na mesma semana, seu namoro teve um fim traumático e o pai recebeu o diagnóstico de uma doença degenerativa grave, que o mataria aos poucos. Sem chão e em meio a um turbilhão, foi no blog que encontrou refúgio para expressar seus sentimentos.
Os textos fortes e genuínos acabaram viralizando, popularizando o site e dando a Ique milhares de fãs e seguidores. Suas palavras possuem o incrível dom de ser, ao mesmo tempo, simples e profundamente verdadeiras, traduzindo o que há de mais puro e desejável no amor.
Essa mesma capacidade de causar impacto e despertar as emoções dos leitores permeia as reflexões tocantes de Trago seu amor de volta, seu aguardado segundo livro solo. Ique mais uma vez demonstra sua vocação única como cronista do amor em todas as suas expressões.
Nunca gostei muito de livros de autoajuda disfarçados de algo mais, e foi essa a primeira impressão que tive sobre Trago seu amor de Volta sem pedir nada em Troca. Mas depois de algum tempo do lançamento fui vendo algumas opiniões de amigos que se identificaram com os textos de Ique Carvalho e resolvi descobrir o que esse livro tinha de tão bom.
"[...] se você for a pessoa mais sortuda desse planeta
a pessoa que você ama irá te amar de volta.
E quando isso acontecer,
nem você nem ela vão querer ir embora."
Para começar a história de Ique não é exatamente um mar de rosas, ele é uma pessoa como qualquer outra cheia de questionamentos que resolve escrever sobre sentimentos e dúvidas quando acaba de passar por um término de relacionamento inesperado e após descobrir que o pai enfrenta um doença degenerativa. Através do blog "The Love Code" o autor começou a transmitir textos que viralizaram e levaram ele a torna-se escritor publicado. e depois de Faça amor, não faça jogo (livro que eu não li) chega as livrarias Trago seu amor de Volta sem pedir nada em Troca.

Neste livro Ique utiliza de textos crus, ele fala com o leitor se desnudando, levando seus textos as pessoas e dando a elas a chance de interpretar e compreender o quanto complicamos coisas que só merecem ser compreendidas, a dor, o amor, a perda, infelizmente deixamos esses sentimentos governar-nos sem olhar o aqui e agora e agirmos para que ele seja pleno e cheio de sentimentos bons.
"E, não sei se você sabe, mas dentro de todo amor existem desafios,
perdas, frustrações e todas essas coisas servem para fortalecer você.
Então, por mais difícil que a vida possa parecer, sempre há algo que
podemos aprender.
Hoje, meu pai me ensinou que ser feliz não é ter uma vida perfeita.
Ser feliz é agradecer, reconhecer que vale a pena viver
e, mesmo com todas as dificuldades,
ainda é possível chorar de felicidade.
Então, aproveite a vida.
E lembre-se:
Todo dia é um milagre."
A história de Ique com o pai, a forma natural e simples como ele fala de sentimentos, nos tocando e fazendo com que nós leitores nos identifiquemos é sensacional. Por diversos textos me senti como se o autor estivesse conversando comigo. Uma história em forma de textos tocantes que deveria ser lida e relida.
"Acredite, demonstrar sentimentos não é ser fraco. É ser extraordinário.
Em um mundo repleto de ódio, ter um coração puro
é o que te faz ser único e diferente de muitos.''
Ique Carvalho conseguiu trazer de volta a minha vida um pouco da noção do amor, não só o amor romântico, mas o amor próprio, o amor pelo outro, a simplicidade da relação pais e filhos, esse sentimento que deveria ser tão puro e deixa de ser por certos momentos. Eu aprendi a amar de novo com esse livro.

12 comentários:

  1. Também tenho meio pé atrás com livros de auto-ajuda,principalmente quando eles se apresentam meio que disfarçados em outro gênero.
    Mas pelo que li acima, este não chega a se enquadrar no gênero não..rs é mais como que pequenas lições de vida, não imaginadas ou idealizadas, mas sim vividas na pele pelo autor e acima de tudo, sentidas de verdade.
    Como não conhecia o livro, fiquei muito curiosa e se tiver oportunidade, quero poder saber mais e quem sabe ter e ler a obra.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Não sou lá de ler coisa de autoajuda e livros assim, mas esse até que tem um jeito legal pelos textos, acho que fica bacana de ler e iria gostar. Pelos exemplos que usou deu pra ter uma ideia e achei bom. Seria o tipo de leitura que acho interessante e vai ter coisas pra se identificar, coisas pra pensar...
    Parece legal. Deixa uma mensagem boa pelo visto.

    ResponderExcluir
  3. Caramba, Ju, belas palavras!
    Também não sou fã de autoajuda; quer me ver abandonar é só me dar algo do gênero.
    Mas me parece que esse livro são crônicas, né?
    Vejo muitos comentários positivos; e essa resenha contribuiu para querer conhecer a escrita do Ique.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ju.

    Achei uma forma bem objetiva, através de textos, o autor demonstrar tudo aquilo que sente e ressaltar as pequenas coisas importantes da vida, através de suas experiências e momentos difíceis no qual ele passou, e no qual muito de nós passamos ou iremos passar algum dia.

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju.
    Eu também não sou muito chegada a livros de autoajuda, todavia, faz bastante tempo que eu quero ler esse livro, em especial para conhecer a interação desse personagem com o pai, eu gosto muito de livros que traz tramas familiares, enfim, essa é uma leitura que estou muito mais muito ansiosa para fazer.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Também tenho um pé atrás com livros de auto ajuda mas esse livro me surpreendeu e muito. Que tiro de livro!
    Ri chorei me encantei por Ique.
    Trago seu amor se tornou um dos meus livros favs do 💜

    ResponderExcluir
  7. Olá Ju!
    Sempre que leio resenha sobre esse livro é mto positiva...Tenho mto interesse em ler e claro conhecer o enredo que parece mto bom, pelo que acompanhei sobre o livro agradou bastante leitor, já está nos meus desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá, apesar de ser uma trama bem simples, a obra consegue fazer com que o leitor reflita sobre os múltiplos significados do amor, assim como seus diversos meios de manifestação. Outro ponto positivo é a relação familiar que é abordado, pois todos temos algum problema nas relações primárias para se identificar com a obra. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Ju!
    Um livro que fala de amor não pode de forma alguma ser ruim, ainda mais quando fala de damília também, a entidade principal de nossas vidas.
    E saber que a cada início de capítulo, tudo começa com uma música, torna o livro uma delícia!
    Quero conferir!
    Maravilhoso final de semana!
    “Eu gosto de escutar. Eu aprendi muito escutando cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca escuta. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ju!!
    Também não sou muito fã de livros de autoajuda, mas já algumas resenhas bem positivas desde livro, do Ique Carvalho e por causa disso li alguns textos dele no blog e depois disso comecei a seguir o autor no instagram. Ainda tenho muita vontade de ler esse livro do Ique e ele já está na minha lista de livros que quero adquirir muito em breve.
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ju!
    Também não gosto de livros de autoajuda, não faz o meu estilo de leitura... Mas tenho interesse em ler Trago seu amor de Volta sem pedir nada em Troca, gosto de textos que falam sobre o amor em todas as suas formas... o amor romântico, o amor próprio, o amor filial... e pelos seus comentários esse livro está cheio deles, né?!...
    Valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Olá Ju.
    Que livrinho mais bonitinho!! Bateu uma bad com os trechos do livro que colocou...
    Eu tô começando a gostar de livros de autoajuda, principalmente dos mais poéticos.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, ele será respondido assim que possível :)