sexta-feira, outubro 14, 2016

[Resenha] Não é só uma história de amor - Mariana Sampaio

Não é só uma história de Amor
Autora: Mariana Sampaio
Editora Planeta
Selo Outro Planeta
208 páginas
Skoob


Sinopse: O romance de estreia de Mariana Sampaio, fenômeno do Instagram e YouTube. Quando Laura acordou naquela manhã de sexta-feira, tudo o que ela pensava era em curtir o fim de semana. Mas o que ela estava prestes a descobrir era que a vida está sempre pronta para nos surpreender. Após a revelação de um grande segredo de sua mãe uma série de eventos inesperados começa a acontecer. Confusa e sem saber lidar com a informação, Laura inicia uma jornada que se divide entre fuga e o redescobrimento de si mesma. Como se não bastasse seu drama pessoal, seus caminhos sempre se cruzam com os de um misterioso rapaz, como se o destino quisesse lhe pregar uma peça. Não é só uma história de amor nos brinda com a trama de duas mulheres e um segredo em que o passado da mãe se choca com o presente da filha. O romance de estreia de Mariana Sampaio intercala pontos de vista que, ainda que separados pelo tempo, mostrarão que mãe e filha não são tão diferentes assim. 'Sempre que nosso coração manda, devemos abrir as asas e voar sem pensar nos riscos e no que deixamos para trás'. Bianca Briones, escritora.
No momento em que peguei "Não é só uma história de Amor" para ler, eu estava à procura de um livro leve e rápido que me ajudasse a avançar na pilha de leituras e acertei quanto a isso, porém poucos capítulos depois do início quase levei uma rasteira e abandonei o livro. O caso é que a narrativa começa interessante, a autora parece ter um ritmo bom, mas tudo muda de repente. De um momento para outro o que tinha ritmo se perde e o desenrolar da trama fica bastante corrido e forçado o que me deixou irritada e revirando os olhos por boa parte da leitura. Mas felizmente ou eu me acostumei com a escrita da autora ou ela melhorou exponencialmente, tanto que ao terminar o livro eu já não estava com tanta raiva de perder tempo como no início.

"Não é só uma história de amor" conta a história de duas mulheres, mãe e filha, que são muito mais parecidas do que aparentam. Laura aos 25 anos é uma mulher independente que ainda não se encontrou completamente, mas até certo ponto está conformada com a vida, até que uma notícia vira seu mundo de cabeça para baixo e ela resolve largar tudo para ir em busca de sua felicidade ou simplesmente fugir. Já Cláudia é uma jovem que anseia por liberdade no final dos anos 80, determinada a não deixar a vida passar ela corre atrás do que quer, mas um único dia acaba sendo responsável pelo maior segredo de sua vida, anos depois não aguentando mais o peso desse segredo ela finalmente resolve tirá-lo a limpo, o problema é que isso pode desestruturar toda a sua linda família.
"- Acho besteira pensar dessa maneira. O "se" é sempre muito cruel. A vida não tem "se. A vida é consequência de nossas escolhas. Tentativa e erro. E assim vai."
Confesso que eu não sabia bem o que esperar deste livro, mas há pouco tempo descobri que a autora era uma blogueira de moda e isso me desanimou um pouco. Preconceito? Não diria classificaria assim, mas provavelmente ela só foi convidada a escrever este livro pelo sucesso que faz e eu não tinha muita confiança na capacidade dissertativa dela. Foi principalmente por isso que me surpreendi nos dois primeiros capítulos, mas pouco depois eu meio que me arrependi de ter me precipitado e acreditado que o livro seria bom. O maior problema é que a trama não tem um grande desenvolvimento, tudo ocorre muito rápido, o leitor não tem tempo de se situar, se conectar com a história. Acho que a falta de descrição tenha colaborado para que o livro fosse tão corrido. Outra coisa que me incomodou muito foi a linguagem prosaica, ok! Nós falamos assim no dia a dia, mas um texto fica tão mais bonito e rico quando se usa um grafia correta.

Laura parece mais viver em uma bolha de perfeição do que em uma vida independente, já que para ela é muito fácil largar o emprego e ir para a Europa ganhar a vida como DJ. O amor vem fácil e o sucesso mais rápido ainda. Não há grande interação entre ela e o objeto de sua afeição a não ser vários encontros desastrosos que acabam em briga, Junior é um grosso e sinceramente o sentimento de Laura por ele é quase místico porque não tem como ter acontecido, levando em conta o comportamento dele. Além disso, quando finalmente precisa ser adulta e encarar o problema de sua família ela se faz de mimada e se manda, entendo o sentimento de se sentir enganada, mas para mim ela soou mais imatura do qualquer outra coisa. Laura é uma personagem que demonstra sabedoria, mas não a usa por si mesmo, na verdade ela sabe bem o que quer, mas isso não é exatamente o que se espera. O mesmo acontece com a história de Claudia que só é mais justificada porque é uma personagem bem mais jovem, de certa forma foi mais interessante acompanhar o desenrolar desse segundo drama.
"Nada é simples Júnior. Mas sei lá... Veja o meu caso por exemplo. Há seis meses atrás, eu tava no Brasil, trabalhando como repórter substituta num trampo que era pouco recompensador. Arrisquei tudo, tô aqui... Não sei como vai ser amanhã, se vou conseguir viver de música ou se vou ter que procurar um emprego mais formal. Mas tenho certeza de que tem valido a pena cada segundo apostar no meu sonho, na minha paixão. Eu me sinto mais completa, mais feliz, e, por consequência, torno mais feliz o ambiente ao meu redor, a convivência com as pessoas que me cercam..."
Alias a trama que envolve Claudia, Pedro e Renato me lembrou um pouco um livro muito bom que li há alguns anos, a trama é basicamente a mesma mudando alguns elementos, não estou dizendo que é plágio, só não achei original por já ter me deparado com uma história parecida. O que me leva a ter que dizer que o livro é bastante previsível. Mas como já disse a narrativa sofre uma melhora, tudo continua corrido, mas deixa de ser forçado e piegas a ponto de me fazer rolar os olhos.
"Naquele momento, Cláudia se dava conta de que ninguém é de ninguém, de e que nada dura para sempre. Três menos dois é igual a um. Havia aprendido essa conta tão banal ainda no primário, mas nunca uma subtração lhe parecera tão trágica. Pedro e Renato levariam um pedaço dela."
Enfim, "Não é só uma história de Amor" é um livro que não funcionou muito bem para mim, mas é aquela leitura leve e rápida sem grandes pretensões para ser lida entre um livro e outro, resta saber agora se o que me incomodou também será um problema para outro leitor. A edição é simples, mas também trás um toque todo seu com pequenos ícones no início de cada capitulo que remetem a história das protagonistas. A revisão e diagramação não me incomodaram, então não há muito que dizer. No mais só resta dizer que se você é fã da autora não me odeie apenas leia e tire suas próprias conclusões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, ele será respondido assim que possível :)